quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Repudiyo: Chama da revolta curitibana através do HC/Punk

Idos de 2000 ou possivelmente 2001, na cidade de Curitiba – PR amigos se reuniram para montar um projeto que frisasse expor ideologias acerca das classes mais baixas e da desigualdade, desse modo surgira a Repudiyo. O grupo passou por várias modificações, como Perna (vocal e guita na atual Ex Presidentes), Thiago (Baterista) e Mantena (Guitarra) até consolidar a atual formação com André Corvina (Bateria), Ricardo Fofinho (Vocal), Marcelo Macgaren (Guitarra) e Rafael Peregonta (Baixo).



As influências da banda são vastas, nomes como Ratos de Porão, Napalm Death, Cripple Bastards, Sepultura, Brujeria e Cólera são renomados grupos que estão entre as maiores referências para os músicos.

A cognominação anterior, Repudio casou justamente com as ideias dos integrantes de elaborar algo relacionado as letras de protesto devido à grande disparidade socioeconômica mundial. Ao acrescentar a letra “y”, os curitibanos puderam diferenciar-se das outras bandas cujo obtém a mesma designação e, no entanto, juntando as letras “Diy”, um dos principais lemas fora levantado.

Em 2001 o grupo divulgou “A Desigualdade Continua” trabalho este em forma de Demo, o verdadeiro pontapé inicial. Quatro anos depois, a então plataforma virtual MySpace estava em alta, e os paranaenses exibiram um Ep virtual com dez músicas. Em 2013 ao lançar, o homônimo “Repudio”, a banda amadureceu e difundiu o álbum no ano seguinte para a argentina. O último material fora o “Desgraça, Discórdia e Desgosto”, com dez faixas, um verdadeiro petardo sonoro, novamente selos internacionais divulgaram o respectivo trabalho. Na bagagem, os músicos ainda carregam três compilações em seus 15 anos, a “50 Tons de Ódio”, “... E O Caos Continua” e “ContraCultura”.

De acordo com o baterista André “Tem um clipe que está para sair, da música Bella Ciao que na verdade é uma versão que fizemos para este hino histórico italiano da luta contra o fascismo na primeira metade do século passado. Está sendo produzido por nosso amigo Cristiano Carstensen, que toca no Rabo de Galo e tem um canal no YouTube que produz várias bandas e cobre vários eventos, o Projeto Nossa Banda. Inclusive, através deste projeto temos material audiovisual, a cobertura do lançamento do DDD e aniversário de 15 anos da banda, que rolou no lendário 92graus, aqui em Curitiba, e uma parte de um show no grande Lado B Bar, também daqui da cidade... Outro material em vídeo que temos foi através do "Tenda" (Estúdio Tenda), que é outro projeto que produz material audiovisual de bandas, capitaneado por Lyrian Oliveira e Mario Oliveira, que contém duas músicas e depoimento – gravado e lançado em 2015. Tem também outro pedaço de show, com boa qualidade, filmado por Eclenir, que rolou ano passado no Hangar 110, em SP (show com Colera, Fogo Cruzado, Black Pills (Canadá), que rolou durante a DDD k7 tour, ano passado (10 shows em 10 dias logo que saiu o DDD em k7). Além disso tem materiais perdidos pelo youtube de filmagens aleatórias. ”

O grupo atualmente está no processo de difusão do seu último disco e pretendem lança-lo em selos de outros países.

Em relação as abordagens expostas nas composições, a Repudiyo procura transpassar toda a contestação explicitando e pregando um estilo de vida contra o capitalismo, contra os preconceitos e favorável as minorias.

No ano de 2017 os músicos já visitaram seis estados diferentes, e diversas cidades como Joinvile, Brusque em Santa Catarina, Colombo e Curitiba no Paraná, São Paulo e Porto Alegre além de tantas outras.  Entorno da respectiva trajetória musical, os paranaenses se orgulham de poder terem participado de eventos e festivais como o Punktoberfest, o National Garage no 92 Graus, Tendência Rock (festival este que contou com bandas como Cólera, Garotos Podres, Lobotomia, Invasores de Cérebro, Periferia SA, Dops, Filhos de Inácio, DZK, Olho Seco entre outras), Barulho Fest, Festival Hardcore de Brusque e Brutal Grind Fest de São Paulo.

Agenda:
14/10 Halloween Punk (Cólera, DZK, Invasores de Cérebro, Fogo Cruzado, Pactos Cozial, Juventude Maldita, Condenados entre outros) – São Paulo/SP

O grupo tem um recado:
“Queria dizer para o público (isso inclui integrantes de bandas, que quando não tocam são público), que vocês são a parte mais importante do underground. Sem o prestígio de vocês nada vai para frente. “

Plataformas Virtuais:


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário