quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Dannah De Kayla: A magia celta personificada em música

A Dannah De Kayla surgiu em 2011 na cidade de Curitibanos, inicialmente formada por quatro mulheres com intuitos similares de propagar e expressar as características célticas através de canções autorais. Aos poucos, a banda fora passando por reformulações e reajustes, e chegou a ter 9 integrantes. No entanto, com o tempo estabilizou-se uma nova formação que traz uma proposta diferente na sua configuração uma vez que se divide em pequenos grupos: um relacionado a música celta para eventos, outros relacionado a música viking, árabe, cigana, folk metal, calíope que é um grupo vocal composto por dez mulheres e canções ancestrais remetendo a Itália.  




Cada vertente conta com seus próprios integrantes, na parte Folk Metal: Ingridh (Voz, Flauta Doce e Transversal, Teclado, Escaleta e Violoncelo), Milena (Voz, Guitarra e Violão), Eduarda (Voz, Harmônica e Percussão), Vinnie Partika (Bateria) e Leo Anderson Laurett (Baixo Elétrico e Vertical).




 Nas outras ramificações, os integrantes são Elaine Cabral (Voz, Flauta Doce e Transversal, Escaleta e Teclado), Amanda Rafaela (Voz e Percussão), Isis Souza (Voz e Violão), Jessica Casali (Voz, Violão e Percussão) e Fernanda Rodrigues Maciel (Derbak, Snuj e Dança). 

As influências musicais do grupo são amplas e totalmente pluralizadas, portanto, nomes como Luar na Lubre, Blackmore Nights, Loreena Mckennitt, Enia, Cruachan, Korpiklaani, Eluveitie, Alestorm, Arkona, Heidevolk, Turisas e Týr são algumas referências sonoras para a banda.

O encantamento do significado Dannah de Kayla segue uma forte temática histórica, uma vez que Dana é uma deusa celta e Kaila é avó da mesma. Entretanto, as músicas resolveram modificar a numerologia e agregar novas letras, tornando assim a designação atual.

Todavia, as abordagens das composições autorais caminham trechos de sabedoria em relação à natureza e à terra, remetendo o intuito principal de contemplar a magia feminina, fazendo algo ancestral e erudita expondo as peculiaridades da cultura celta. Não obstante, as letras possuem um desmembramento do material e uma valorização da essência e dos povos donde viemos.

A sonoridade sempre obteve uma linha acústica, contudo migrara para uma predominância de Folk Metal, agregando assim a interação da terra com nosso meio interior através do instrumental.

Atualmente o grupo está no desenvolvimento de gravações de canções e se preparando para o show no Festival Medieval em Florianópolis dia 30 desse mês. 

Antes de tocar, o grupo faz uma prece ora em português, ás vezes em irlandês:
“Da luz refletindo nas águas
Me permita caminhar
Pelos vãos sagrados do ar
Me abençoe com sua sabedoria
Me permita sonhar com o futuro
Me permita enxergar os lugares obscuros
Onde apenas tua luz consegue alcançar.

Senhora Mãe dos Deuses

Esteja comigo desde o meu despertar
Me ajude a caminhar
Pelos caminhos que os Deuses tecem
Me ajude a ser calma diante das indignações
Me ajude a ser fiel à sequência natural da vida
Me ajude a ser sábia nas dificuldades
Traga a alegria da vida
Para todas as coisas vivas
Traga a beleza aos filhos de teu abençoado ventre.

Receba meu agradecimento
A cada pôr do sol
Onde a escuridão
Se curva diante de tua infinita luz
Eu danço em teu nome
Para celebrar o teu reino
Eu festejo a luz
Que me orienta e guia
Eu celebro o teu nome Dannah. ”
      
Plataformas virtuais:


O grupo tem um recado:

 “A banda Dannah de Kayla agradece a todos aqueles que nos apoiam, nos transmitem seu carinho e respeito. Que possamos sempre estar em conecção com nossos antepassados que nos ensinaram a magia da terra através da música! E que a Deusa os abençoe. “         

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

1 comentários: